Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

A arte do Grafite nas telas

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“Eu comecei com 8 anos de idade a pichar. Eu via na parede, via os nomes do pessoal, mais para fazer fama, né. No começo, o negócio de pichação dava para ver que não tinha futuro. Futuro de pichador é cadeia ou coisa pior. Comecei a observar os grandes grafiteiros que tem aqui em Brasília que são muito considerados. Observando os outros fazendo, lendo revista, tirando de gibi, quadrinhos e comecei a fazer, a passar para o papel. E mais tarde fui começando a arriscar em lápis de cor. Quando é menor fica com aquela coisa de diversão e adrenalina.

Agora a ideia é outra. Progredir cada vez mais. Estou querendo passar a ideia para quem está pichando, para quem está fazendo grafite, para passar essa arte para a tela porque vai ser o lugar onde ela vai ser valorizada e vai ser melhor divulgada. Eu estou com um projeto com cursos de grafite, aerografia, desenho normal para o pessoal começar a treinar, ter outra ideia do que é pichação, do que é grafite. Estou tentando passar esse valor do grafite para a tela, para ser demonstrada em exposições, esse tipo de coisa. Elevar o grafite para onde ele tem que ser feito mesmo, no alto.”

Novembro de 2001