Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

A exuberante Chapada Imperial e suas cachoeiras a apenas 50 km de Brasília parte 3

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

Eduardo Chauvet: Como você definiria pra gente o que é uma educação ambiental?

Anderson Vale: Educação ambiental hoje é primeiro trabalhar com crianças. Ensinar que o animal bom é o animal na natureza. Bicho bom é o bicho livre. Com adulto a gente mostra que aquele animal que está na sua casa, naquela gaiolinha… olha como ele está aqui. Olha ele na natureza. Olha a arara se alimentando. A gente tem um casal de araras que está chocando no oco de um buriti. Esse era aquele bicho que estava lá na sua casa, na gaiolinha, cheio de comportamentos estereotipados. Às vezes a pessoa tem um papagaio e ela acha divertido. “O papagaio dança”. A pessoa não tem noção que o animal está com uma estereotipia comportamental, uma patologia comportamental. Ele está em um nível de stress tão grande que é um tique nervoso dele.

A gente pega animais no centro de triagem e a pessoa diz: “olha, eu sempre o alimentei muito bem, sempre dei biscoito com leite, com café. Ele come e adora”. Aí o animal chega no centro, passa um ou dois meses que você está trabalhando, reabilitando e o bicho morre. Aí você vai fazer a necrópsia e está lá o estômago cheio de úlcera, o sistema digestório do animal todo cheio de problemas, obeso pra caramba. E as pessoas realmente não tem essa noção.

Eduardo Chauvet: Existe um disque-denúncia para quem vê que tem alguns animais presos e que eles possam ser libertados pelo Ibama?

É o 0800 618080. Esse é um telefone que as pessoas podem usar tanto para denunciar quanto para entregar os seus animais. A entrega voluntária não tem multa. Já no caso da fiscalização as multas variam de 500 a 10 mil reais por animal.

Eduardo Chauvet: Se alguém sabe que tem um vizinho com algum animal preso, liga e o Ibama vai lá?

Pode ou conscientizar pra entregar voluntariamente e a gente começar um trabalho com o animal ou então denunciar.

Eduardo Chauvet: A Chapada Imperial no caso é um lugar bastante adequado para essa soltura dos animais pela preservação da natureza no local?

95% da área dela é preservada. Tem uma logística fantástica para esses projetos. A gente consegue vir com uma equipe aqui quase que semanalmente para estar acompanhando. E é um ponto que é grudado em Brasília. Tem toda uma estrutura, uma logística que permita você monitorar e ter bons resultados publicáveis. Hoje no país, a gente não tem estudos com esses animais. Passa a ter um resultado prático no campo da pesquisa, no campo da educação ambiental, no campo da conservação. A gente tem um apoio do Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc que está conhecendo a área, conhecendo o projeto, acompanhando o desenvolvimento dos estudos, inclusive perto. É uma pessoa extremamente arrojada, vai para o campo com a gente, é interessado, quer saber como anda a preservação dos animais, como estão os trabalhos de conservação. Tem dado um apoio importante para a gente continuar com o trabalho e para manter a preservação da área, que inclusive, se tudo der certo, vai ser transformada em uma reserva particular do patrimônio natural, ou seja, uma área de preservação permanente para todas as futuras gerações.

Janeiro de 2010