Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Arlequim servidor de dois patrões com Camila Pitanga, Mário Borges e Marcos Breda

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“Meu nome é Camila Pitanga, sou atriz desse espetáculo e também estou produzindo junto com o Marcos Breda e a Mariana Helena Alvarez essa grande produção.

Marcos Breda:
Arlequim, ele é um criado, ele é pobre, ele é esfomeado e pra conseguir dobrar os seus minguados ganhos ele resolve tentar servir dois patrões ao mesmo tempo. Como ele tem mais sorte do que juízo, ele acaba se metendo em milhões de confusões.

Camila Pitanga:
Faço a Beatriz Rasponi, uma jovem audaciosa. Que luta espadas, monta a cavalos e que tem a coragem de se vestir de homem.

Mario Borges:
Esse texto é uma comédia daquelas consideradas clássicas. Todas as épocas que ele é montado, em todos os lugares, ele é sempre um sucesso porque ele vem de um teatro popular, de um teatro de comunicação direta com a platéia.

Camila Pitanga:
A gente teve a feliz ideia de juntos tocar isso pra frente e também junto com a Maria Helena. Foi uma produção muito cuidadosa.

Marcos Breda:
A gente estudou dramaturgia de comédia dell’arte. A gente fez aulas de máscaras para reunir esses recursos. Você leva bem mais de 3 meses, eu diria, que pra mim é um resultado de um trabalho de mais de 20 anos… que é o tempo que eu tenho que carreira, de ator de teatro.

Camila Pitanga:
A maneira como as pessoas reagem ao nosso espetáculo, que tem uma dimensão de comicidade, mas também de encantamento. É a primeira vez que eu trabalho como produtora. Uma necessidade que eu estava tendo como atriz há algum tempo. Estou fazendo ao mesmo tempo uma novela que requer também uma disposição muito grande mas eu sei o quanto está sendo importante para o meu trabalho poder estar fazendo teatro.”

Maio de 2003