Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

As belas cachoeiras e exuberância da região de Mambaí na Serra Geral em Goiás parte 2

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

Eduardo Chauvet: Saímos de Brasília em direção a Mambaí a 300km do centro da Capital Federal. A gente descobre aqui um paraíso no meio do cerrado que a natureza já preparou há muitos milhões de anos, mas só nos últimos é que a gente realmente, de fato, começou a vir até aqui. Maurício é um dos precursores desse novo roteiro turístico. E Mambaí está realmente no coração do centro-oeste brasileiro. Com várias possibilidades de ecoturismo e de aventura pra todos os gostos, né, Maurício? É bom que aqui a gente tem de tudo, trilhas mais difíceis, trilhas não tão difíceis, cachoeiras, penhascos, rapel, e por aí vai.

Maurício: Brasília contempla essas regiões como Mambaí, Terra Ronca, que praticamente são vizinhas, participam do mesmo complexo rochoso, juntamente com a Serra Geral.

Eduardo: Vizinho aqui com Bahia e Minas Gerais, é como se nós tivéssemos no centro dos 3 estados.

Maurício: Exatamente. Aqui a gente tem a APA Nascentes do Rio Vermelho que conseguiu se preservar. E pra cima da Bahia, que já está a 13km daqui, em cima da Serra Geral, já está tudo devastado. Uma coisa que eu acho importantíssima, a gente não ter o impacto ambiental, então tentar distribuir os atrativos. Assim como nós temos a Chapada dos Veadeiros, Terra Ronca, Mambaí, tudo aqui pertinho, pro outro lado Pirenópolis.

Não estamos trazendo um grande fluxo de turistas justamente pra não dar um impacto muito grande. Tanto ambiental e a cidade também ainda não comporta quantidade de gente em alta escala. A cidade de Mambaí deu início há mais ou menos 60 anos quando o pessoal vinha da Bahia fazer a extração da mangaba, que é estilo seringueira. Então vinha, tirava a seringa da mangaba e levava pra Minas. E a partir daí, começou então o município a se desenvolver.

Maurício: Realmente, Goiás é bom demais, basta você explorar. Tem muitas possibilidades com mínimo impacto. Mambaí é isso, é lindo, tem vários atrativos como a Penhasco, a Caverna do Raio de Sol, a cachoeira que estamos que é a Paraíso do Cerrado. Se integrando à natureza de uma forma mais legal ainda, que é com atividade de rapel, de tirolesa. Logicamente tem aqueles que não querem fazer. Ficam só no ecoturismo, sentados, curtem a cachoeira.

Eduardo: Então, chegar em Mambaí a 300km de Brasília em direção ao norte, a gente se hospeda numa cidade pequena com aproximadamente 8 mil pessoas hoje, de acordo com o último censo. O turista tem diferentes roteiros que você faz. Um deles é a Caverna do Penhasco.

Maurício: A gente lá, promove tirolesa, tem rapel, adentra a parte comercial dela… Temos a Raio de Sol, que é o rapel numa claraboia que não perde nem um pouco pra Bonito. Temos também a Funil, passa de baixo de uma pequena caverna, sai do outro lado como se fosse um portal vendo uma cachoeira belíssima, onde você pode fazer um rapel muito maneiro.

Só existem 4 cachoeiras no mundo que cai dentro de caverna. Por incrível que pareça, uma é aqui em Mambaí. A Funil é aquela cachoeira ímpar entre todas as cachoeiras que você vai ver por aí pela região.

Maurício: Estamos aqui na Paraíso do Cerrado, também espetacular. Os poços azuis né, com várias cachoeiras formando 3 e caem num rio. É muito pouco perto do que Mambaí propicia e muito mais aqui no Goiás.

Outrubro de 2010