Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Brasilia Fest Rock 2000 e os bastidores do festival

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

Tina Vieira: Quem veio aqui no Fest Rock viu que a estrutura que foi montada para que esse festival acontecesse é simplesmente maravilhosa. Vamos conversar com a pessoa que é responsável por tudo isso, que é o Sérgio. Oi, Sérgio, tudo bom?
Sérgio Korsakoff, Diretor Técnico: Tudo bem, como vai?
Tina: Sérgio, dá um trabalhão botar esse show aqui para acontecer, né?
Sérgio: É, dá um certo trabalho. São praticamente sete dias de montagem, entre montar estrutura de palco, som, luz, vídeo. Não é um trabalho simples, mas faz parte da nossa vida, no dia a dia, né?

O sistema na verdade funciona da seguinte forma: nós temos três bandas principais por noite e as bandas locais. Não desprestigiando as bandas locais, mas são bandas que ainda necessitam uma estrutura técnica um pouco mais simples do que o Titãs, do que o Barão. Então cada uma das bandas principais usa uma mesa aqui na frente e outra lá no palco, que é para acertar a monitoração. E as bandas locais tem uma mesa máster, uma mesa maior, que a gente mixa todo mundo tanto aqui na frente como lá no palco. Basicamente é como se fossem quatro sistemas montados individualmente. A única coisa que é comum é o palco, é o espaço físico. Tecnicamente é tudo separado.

Tina: Quantas pessoas você precisa mobilizar para poder sair o show?
Sérgio: Eu estou com uma equipe aqui, entre áudio, luz, montagem de palco, vídeo, de 38 ou 39 pessoas.
Tina: Vamos mostrar para o pessoal o equipamento só para eles entenderem mais ou menos. Porque as pessoas de casa provavelmente nunca viram um equipamento como esse.
Sérgio: Você tem uma mesa de mixagem. Cada instrumento que está ali no palco tem um canal. Então eu tenho o canal do bumbo, da caixa, da guitarra, do baixo, do teclado. Tudo isso vem individualmente para a mesa de som. É regulado o nível de volume, a equalização e depois isso tudo é equilibrado e sai tudo por uma saída só que é o que a gente chama de estéreo.

Público: A estrutura perfeita, tudo muito bem organizado. Estão de nota dez, o pessoal que organizou com certeza está de nota dez.”

Maio de 2000