Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Brasília FestRock 2000 e os bastidores da troca de palco

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

Tina Vieira: Cláudio Feijão é a pessoa responsável pela equipe que faz aquela troca de palco que vocês acabaram de ver. Cláudio, como é que vocês conseguem fazer aquela troca de palco tão rápido?

Cláudio Feijão, Diretor Técnico: Existe uma elaboração muito apurada e pessoas certas nos locais certos.

Tina: Qual o tamanho da tua equipe?

Cláudio: Nós estamos com 20 pessoas trabalhando mais 5 carregadores que só ajudam a empurrar.

Tina: Nessa rapidez toda não há o perigo de você conectar um cabo errado? E se der um problema e você só saber disso quando o show começar?

Cláudio: O espetáculo jamais começa sem que tudo esteja funcionando. Essa possibilidade é a última. Só se ao meio de uma música o espetáculo parar. Se não, cada pessoa faz exatamente a função dele. A pessoa que pluga um cabo, pluga um cabo.

Tina: Gente, o pessoal está vendo o show e não saca, mas o Cláudio corre o tempo inteiro, controla, briga com o pessoal lá de baixo. Você não pode parar nenhum minuto. Você não curte o show em nenhum momento, né?

Cláudio: Na verdade, não. Você viu a minha voz aqui, dá pra perceber que eu estou meio afônico já. Mas toda essa gritaria tem um resultado final muito bom. Às vezes eu uso mímica, quando não tem mais voz. Isso é o nosso dia a dia. A gente está acostumado. Como o piloto de avião decola o avião, eu decolo o meu avião com os meus tripulantes.”

Maio de 2000