Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Cândido Portinari em Arte, Ciência e Tecnologia

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“Estamos aqui numa exposição muito interessante que estabelece as relações entre arte e ciência, e o pintor escolhido pra fazer essa bela representação é o grande pintor brasileiro Cândido Portinari. Nascido em Brodósqui e que esse ano completaria 100 anos se estivesse vivo. Aqui nós temos reproduções de parte de sua obra. Então, aqui você tem uma representação plástica de uma reprodução de uma pintura e uma experiência físico, química e cientifica que possa comprovar essa aptidão do artista. E para tentar desvendar o novo plasticamente, utiliza-se de recursos científicos. E o lado cientifico para provar suas experiências, utiliza-se do lado artístico.

Então, você pode observar aqui tanto nas pinturas quanto nas experiências, relações com a geometria, eletricidade com magnetismo, com ótica e sobretudo com mecânica. Aqui foram trazidos computadores que trazem na sua memória um programa e imagens de Portinari onde o aluno pode estabelecer jogos e uma relação também onde ele dá uma mãozinha ao pintor Portinari. Você pode alterar algumas cores, pode alterar algumas formas, você dá uma contribuição sua, pessoal, particular na obra dele que está no site. Com a cor pigmento você pode utilizar-se da bancada com as cores disponíveis, fazer a experiência obtendo cores secundárias a partir de primárias misturando as cores, amarelo, vermelho, azul entre si, você tem as cores secundárias.

Você produzirá uma obra assinada por você dessa experiência de mistura de cores e ela será anexada na parede. E você se torna instantaneamente um artista que participa também, quer dizer você se inteira com essa exposição aqui aberta. E ao mesmo tempo que você participa como observador, como estudante, como apreciador, você vai ter informações pra toda a sua vida, de quando ele fez, o tamanho, a técnica e a importância da obra dele para a cultura brasileira.”

Maio de 2003