Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Capital Inicial e um pouco da história do rock de Brasília

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“Dinho, a importância do rock de Brasília no cenário nacional é indiscutível. Como você vê o rock nacional, o rock de Brasília daqui para frente? Tanto o de Brasília feito aqui, quanto o de Brasília que acaba saindo também.

“Em relação ao rock no Brasil, eu acho que o rock já faz parte da cultura popular brasileira. Eu acho que ele não vai sair de moda, deixar de existir. Eu acho que hoje você pode apostar no futuro do rock brasileiro apesar de ele ter altos e baixos. E eu acho que por algum motivo Brasília é talvez o principal exportador brasileiro de rock. Acho que as bandas mais importantes de rock no Brasil saem daqui. Duas gerações seguidas. Eu acho que a banda mais importante dos anos 80 foi a Legião e dos anos 90 os Raimundos. Ou seja, tudo me leva a crer que a terceira geração Brasília também vai ser o berço de bandas muito importantes. Daqui a pouco você já pode falar da tradição do rock brasiliense. O Brasil é um país gigantesco que deve comportar de tudo. De pagode a sertanejo a rock and roll. A gente quer os nossos veículos.

Porque a mídia e as gravadoras não encaram dessa forma…

Não, para elas é muito mais cômodo que houvesse um monopólio. Simplifica muito a vida de um executivo de uma multinacional que haja uma só coisa acontecendo de cada vez. Se ele é obrigado a atender a toda uma gama diferente, uma variedade imensa de estilos e de gostos ele tem que suar a camisa para poder atender a toda essa diferença. Eu acho inclusive um sintoma de subdesenvolvimento você ter pouca alternativa cultural. Um país do tamanho do Brasil tem que ter de tudo. Tem que ter música clássica, jazz, pagode, axé, forró e o rock and roll. O que eu pleiteio é o nosso espaço das bandas de rock and roll.”

Março de 2000