Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Capoeira, integração e qualidade de vida no CED 01 do Guará no DF

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

Eduardo Chauvet: Hoje no nosso quadro “Viva Educação – Valorização da Escola Pública”, uma realização do SINPRO-DF, o assunto é capoeira, esporte, qualidade de vida, integração da sociedade com os alunos. O Carlos Magno é professor de educação física.

Carlos Magno: O ponto positivo que eu vejo nisso é a participação dos alunos e o aprendizado da cultura negra, porque a gente tem alguns pontos DE discriminação ou que fala sobre macumba. A gente está conseguindo resgatar isso e mostrar pros meninos o outro lado que eles não conheciam.

Devagar a gente veio trazendo os alunos. Agora já tem uma grande participação da comunidade. A capoeira entrou no colégio mesmo.

Eduardo Chauvet: Cristopher foi o responsável pelo encontro continental. Vieram professores de outros estados e de outros lugares, do Havaí…?

Cristopher: Bom, o encontro continental, na verdade… O grupo é ministrado pelo mestre Pablo. Ele tem alunos em Barcelona, no Havaí, Califórnia e Texas nos Estados Unidos. No Brasil a gente tem representantes no estado do Pará, Minas Gerais, Piauí e Espírito Santo. Trazendo também as experiências de vida, de outros países, de outras culturas, e levando daqui pra lá.

Eduardo: O mestre Cafú está há quase 20 anos em terras estrangeiras nos Estados Unidos levando a capoeira não só pra americanos como pra brasileiros também e gente do mundo todo.

Cafú: O americano gosta muito da capoeira, da nossa cultura brasileira. O Grupo Cafú e o Grupo Gingado está se espalhando cada vez mais pelos Estados Unidos. Esse é o meu prazer maior que tem. É ensinar às crianças a nossa cultura brasileira.

Cultura e educação. É uma chamada dos alunos pra dentro da escola, essa integração escola-comunidade. O esporte é muito importante na vida do jovem. Quem investe no esporte, com certeza vai economizar na segurança.

Carlos: A gente tem várias atividades, vários encontros, vem gente de fora observar, assistir, e já faz parte da realidade do colégio. É um projeto que veio pra ficar no nosso colégio.

Junho de 2010