Cia de Dança de Lisboa e os 500 anos do Brasil

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

José Manuel Oliveira, diretor: A companhia foi fundada em 1984 com os grandes objetivos de divulgar e centralizar a dança, isto é, criar o público e os intérpretes do futuro para a dança. Sempre apostamos na formação de bailarinos, na formação de um público e para isso, sempre que atuamos em Portugal ou em qualquer parte do mundo nós fazemos sessões de caráter pedagógico para escolas, para jovens dos 4 aos 10 anos. Porque eles tem que ter outras alternativas. Algo que lhes permita um dia não só serem bailarinos, mas serem um público para a dança, para outros espetáculos.

Na segunda parte do espetáculo, novas terras, novos lugares, alguns daqueles que participam dos workshops ou outros que se mostrem disponíveis para fazer esse momento como uma oração, um encontro dos povos, entram no palco e tem uma participação no espetáculo. Isso trouxe outras coisas, trouxe cultura.

Max Araújo, capoeirista: A Companhia de Dança de Lisboa estava à procura de uma expressão corporal que representasse bem o Brasil e nada melhor que a capoeira. Acho caiu muito bem nesse espetáculo. Para nós do grupo Raízes do Brasil foi uma ideia excelente. A gente se sentiu muito honrado com o convite. O espetáculo é muito bonito.

É difícil encontrar um país que se misturou tanto quanto aqui. Então aqui o espetáculo é mais verdadeiro do que nunca, né?

José Manuel Oliveira, diretor: Sem dúvida. Este é o ponto alto de tudo que estamos fazendo. E vai continuar a sê-lo, uma vez que depois desse espetáculo em Brasília nós teremos em São Paulo.
Que nos unamos em termos de ações que permitam efetivamente estarmos unidos na diferença, no respeito e, sobretudo, sob o lema de que a língua portuguesa é a nossa pátria.”

Abril de 2000