Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Confissões de Mulheres de 30, uma comédia muitooo divertida parte 2

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“São verdades e com bom humor. Em vez de você estar sofrendo porque você está cheia de rugas, você começa a rir disso. A vida tem que ser levada assim. Rir das próprias desgraças faz o maior bem. É claro que você só consegue rir depois de um ano.

A gente diz que hoje em dia para a mulher também é muito fácil conseguir homens bem mais jovens.
A posição da mulher de 30 anos é maravilhosa, porque ela pode namorar um cara de 20, um cara de 30, um cara de 50 e ninguém vai chamar ela de tarada, ela está em uma posição estratégica.

Eduardo Chauvet:
Você teria coragem de fazer confissões dos seus 30 anos?

Espectadora:
Eu acho que hoje a mulher está tão aberta, tão liberta. Eu acho que isso aqui fluiu tão bem. A verdade tem que ser dita. Tem que estar aí nua e crua para todo mundo saber que a vida continua e que as mulheres têm que ser liberadas.

A gente fala de homem o tempo inteiro, então eles também se identificam.

Espectadora:
Cada um tem que viver a sua vida da maneira que deve, que sente, que gosta. A vida está aí para ser vivida.

Espectadora: Gostei do tom bem-humorado dos problemas que a gente passa, que a gente sofre.

Espectadora: Eu me identifiquei totalmente com a peça.”

Março de 2000