Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Cooperativa 100 Dimensão, do lixo seco ao artesanato

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“A cooperativa 100 Dimensão foi criada com a necessidade de nós, que estávamos fora do mercado de trabalho. Nós nos unirmos, passamos a fazer reuniões e hoje nós somos 200 cooperados. Cem de nós vive da coleta seletiva e cem de nós vive com artesanato resultado de matéria prima oriundas de sobras.

A 100 Dimensão coleta todo tipo de resíduo, todo tipo de metal, todo tipo de papel, todo tipo de vidro e todo tipo de plástico.

Em seguida tem a pesagem e parte dele vai para os grupos de produção. Feita a triagem, acontece a venda ou então essa matéria prima é redistribuída para outros pontos da cooperativa onde se transforma em artesanato.
Aqui a gente pega aquelas sobras de papel, mistura com sobras da fibra da bananeira e conseguimos confeccionar essas folhas de papel.

Com o metal nós transformamos em utilitários. Com papel, produto para confecção de caixas e folhas para vender a varejo. E com os lacres confeccionamos bolsas que até estamos mandando para o exterior.

Aqui é o galpão social. Irá inaugurar também o ponto de cultura, a sala de computação e a sala de língua estrangeira e nossa cozinha é baseada na alimentação alternativa. Tudo isso para atender a comunidade.

O mais importante que eu acho é que a gente, ao invés de ficar reclamando do governo ou colocando culpa dos problemas da gente, da miséria da gente nos outros é a gente se unir e procurar uma fonte de renda. A comunidade para ajudar a 100 Dimensão ou qualquer outra cooperativa de catadores do Distrito Federal basta separar lixo seco do lixo molhado e entrar em contato com a gente que iremos fazer o recolhimento.”

Dezembro de 2005