Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

“Coro Sinprônico” para professores da rede pública de ensino do DF

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

Eduardo Chauvet: Aqui com a gente Toni César Badu, músico de muitos anos na cidade, com muita experiência, muita história pra contar. Ele tem todo um trabalho de regência, de música popular. Agora está retomando a regência em corais e propôs aqui pro SINPRO o ‘Coral Sinprônico’ com a ideia de rodar pelas ruas do Distrito Federal, ir nas feiras, ir nas escolas, levar essas vozes maravilhosas da Música Popular Brasileira pela cidade. É essa a ideia?

Toni: Começamos a fazer os ensaios em maio. O SINPRO está fazendo um verdadeiro cartão de visitas para o diálogo com a comunidade brasiliense, de todas as cidades satélites, levando cultura. O ‘Coro Sinprônico’ tem uma proposta básica de música popular. Não só a música popular tocada nas rádios, mas a música popular do povo, a cultura popular, o domínio popular, o folclore. As manifestações de cada região, do nordeste que é riquíssimo, o bumba meu boi, maracatu, os candomblés afros. Nós temos a Folia de Reis, temos a Catira, temos a moda de viola, que precisa ser valorizada. Pixinguinha, Chico Buarque, Noel Rosa, Tom Jobim, Tim Maia, Jorge Ben Jor.

É levar energia, levar alegria, entretenimento de qualidade pras escolas de Brasília, pras feiras, pros encontros de corais não só brasilienses mas também nacionais e porque não internacionais.

Ensaio né? Vamos pras ruas, vamos pra isso, vamos praquilo. Mas como? Trabalhando muito. A qualidade vem proporcional ao esforço. Os nossos ensaios acontecem segundas e quartas feiras das 20h às 21h30 aqui na sede do SINPRO no Setor Gráfico. Professor, familiares, funcionários do SINPRO que quiserem se inscrever basta chegar no dia do ensaio.

Eduardo: Está feito o convite. Esse espaço aqui do SINPRO-DF é seu. Participe você professor, familiar, funcionário. Estamos aqui à sua espera.

Agosto de 2010