Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Danni Carlos, da bossa nova ao samba e o tesão pelo rock

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“Eu comecei tocando bossa nova. Fiz alguns sambas. Mas o meu tesão é rock. Mas isso não quer dizer que eu não vá fazer um samba meu no meio de um show de dez músicas de rock. Naquela história da formiguinha e da cigarra eu sou a cigarra. Não foi tão difícil porque eu sou easygoing, não deixo me abater. Mas foi difícil, fiquei 10 anos na estrada como devem ficar milhões de pessoas tentando começar no rock. Chegou uma hora que aconteceu. Mas nesse meio tempo, também me diverti para caramba, apesar de não ter dinheiro.

Eu gravei 3 CDs pela Sony BMG. Rock and Roads Acústico, Rock and Roads Again e Rock and Road All Night. E agora estou lançando o meu DVD. Já está em todas as lojas a partir desse mês. E esse DVD é uma compilação de todas as músicas dos 3 CDs e mais uma música autoral minha em português. Não pude botar nenhuma música da Madonna no DVD mas para compensar eu fiz umas performances maravilhosas. Tem Fever do Elvis, tem Losing My Religion, que é uma das minhas preferidas, não pode faltar. Acho que a seleção está bem legal e o roteiro também.

Eu gosto de brincar com essas coisas. Eu digo que não faço só cover, eu faço versão. Eu boto meu espírito naquilo que eu estou cantando. As vezes a música vem tão perfeita que eu não tenho coragem de meter a mão. Esses que eu meto a mão é cara de pau pura, não é porque não está perfeita, é porque eu sou assim.

Direitos autorais:

A gravadora me ajuda nesse sentido. Por isso que eu preciso de uma gravadora para fazer um trabalho como esse. Porque eu sozinha não banco esses direitos. Você tendo uma multinacional por trás fica mais fácil. Porque se não todo mundo faria dessa forma. É mais fácil você fazer músicas que já fazem sucesso, que já venderam milhões de cópias.

Disco só com músicas autorais:

Vai vir um filho meu de parto normal, porque os outros são adotados. Mas não quer dizer que todas as músicas do CD vão ser todas minhas. Eu quero fazer versões, pegar música em inglês e botar para português, quero fazer uns rocks, Radiohead que eu gosto, quero homenagear bandas de rock inglês que eu curto muito.

Eu adoro estar na estrada com os meninos, minha banda que eu amo de paixão. Isso me dá prazer, olhar para eles e saber que eu não estou sozinha.

Ter prazer no que eu faço. Eu não faço por nenhum outro motivo que não seja prazer. É claro que a gente tem que pagar nossas contas. Mas é rock and roll e a galera que eu amo no palco e o público trocando essa energia. Para mim não tem vida melhor que essa, eu sou uma felizarda.”

Outubro de 2005