Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Francisco Brennand, um dos maiores escultores brasileiros

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“40 anos para a vida de um ser humano é muito. É claro que nesses 30 anos eu pensei milhares de coisas, eu li outros milhares de livros e, evidentemente, essas coisas foram sendo condensadas e se transformando naquilo que chamamos de obra de arte.

Não confundir isso com licenciosidade, não confundir com pornografia, não confundir isso com uma sexualidade debochada. Eu diria muito mais uma sexualidade inquieta. Não um elemento de fascínio. Eu acredito que nenhuma mulher gostaria de ser retratada por mim como eu faço porque há elementos de deformação como homenagem a forma em que eu não estou fazendo propriamente o bonitinho, o fotográfico. A maior parte das pessoas hoje, sobretudo as mulheres, desejariam se desnudar para a revista Playboy, o que eu acho muito pouco porque quando elas se desnudam para a revista Playboy elas perdem o nu, o mistério. A pintura, a escultura e as artes, de uma maneira geral, conservam aquilo que a fotografia não pode desvendar.

Verificando formas que podem lhe parecer estranhas, vindo até aqui, procure as origens de tudo isso. E todas essas palavras que eu gostaria que não fossem vãs, palavras que caíssem no vazio. E que a curiosidade que trouxesse as pessoas aqui, a esse belo foyer do Teatro Nacional de Brasília, obra do grande arquiteto Oscar Niemeyer, e que foi organizada pelo curador Olívio Tavares e que se tornou nesse elemento feérico, sobretudo à noite por conta dessa iluminação fantasmagórica, cada escultura dessa parece uma espécie de fantasma…

Que isso desperte para a arte de uma maneira geral. Não é a arte de Francisco Brennand, a arte de Francisco Brennand é uma partícula ínfima dentro de um universo que atravessa toda a história do homem, para trás, no momento e para frente.”

Novembro de 1999