Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Gabriel Grossi, a gaita e a paixão pela música

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“Eu me interessei primeiro pela sonoridade. E a questão da praticidade também de botar no bolso e carregar para qualquer lugar. Essa que eu tenho aqui é uma gaita cromática. Cromática quer dizer que tem a escala cromática, portanto tem todas as notas, como se fossem as brancas e as pretas do piano.

Graças a Deus a gente está sempre evoluindo. Primeiro eu peguei muita informação de gaita. Depois eu me proibi de ouvir gaita para não ficar criando uma identidade com os gaitistas. Então eu fui ouvindo muitas referências de outros instrumentos, bandolim, trompete, sax, outros instrumentos que me despertaram outras sonoridades na gaita para eu ter minha personalidade.

A música, quando você se apaixona, não tem jeito. Se eu ficar um dia sem tocar eu nem durmo, fico mal. Então é uma dependência saudável da música, que é a vontade de estar sempre estudando, aprendendo, crescendo. Acho que a vontade mesmo é estar sempre tentando entender melhor a música, que é infinita.”

Outubro de 2003