Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Geraldo Azevedo, em grande encontro com Zé Ramalho e Belchior

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“Nós estamos aqui à luz de velas. Está tudo apagado, mas lá dentro conseguiram um reator que deu energia para fazer o show. Foi uma energia realmente maravilhosa. A energia fundamental é do público, junto com a do palco que está fantástica.

Brasília realmente é um termômetro para mim. Eu me surpreendo com o público que eu tenho aqui. A interação que tem com o meu trabalho é uma coisa maravilhosa. Todos os meus projetos, eu tenho que fazer em Brasília, porque Brasília é um termômetro. Me dá muito estímulo.

Esse projeto é maravilhoso, eu acho que é uma celebração aos 500 anos do Brasil. Não deixa de ser um grande encontro, né. Eu já fiz aquele Grande Encontro com o Alceu, o Zé Ramalho e Elba Ramalho. Hoje fiz um grande encontro com Zé Ramalho e Belchior também.

A gente tem essa afinidade muito grande, muita coisa em comum. É uma identidade nas nossas carreiras e se encontrar no palco é uma coisa maravilhosa.

Eu e Zé (vizinhos de prédio), a gente inclusive, a partir dessa vizinhança foi que a gente desenvolveu o projeto do dueto que veio aqui em Brasília e depois virou o Grande Encontro. Foi a partir dessa vizinhança que a gente criou grandes projetos. Provavelmente, outros projetos surgirão quando essa vizinhança. E com o Fágner também. A gente tem essa ligação muito grande.”

Novembro de 1999