Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Jair Rodrigues canta Geraldo Vandré e suas canções proibidas

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“Antes de se tornar cantor, Jair Rodrigues foi engraxate, pedreiro, mecânico e foi descoberto em um programa de calouros da Rádio Cultura, quando se classificou em primeiro lugar. Na década de 60 o irmão Jairo o levou a São Paulo para tentar a carreira de músico. O primeiro álbum veio em 1963 e chamava-se “O samba como ele é”. Jair Rodrigues nunca deixou de cantar a boa música brasileira. O Sesc está comemorando 59 anos e fazendo uma homenagem a Geraldo Vandré e seus 70 anos e convidou ninguém mais do que Jair Rodrigues para vir fazer um show em Brasília com entrada franca aqui em frente a Torre de TV.

Jair Rodrigues:

Eu acho que sou um dos artistas que mais gravou Geraldo Vandré. Eu me lembro que várias músicas do Chico Buarque de Holanda foram proibidas, as do Vandré, as do Carlinhos Lira e tantos outros. Eu quando ia fazer show, eu cantava todas essas músicas proibidas e o próprio pessoal pedia.

Nesses 43 anos de carreira, eu estou aqui com mais um recente trabalho. A música que dá título ao disco “Alma Negra” tem a Luciana Melo. Vocês que gostam da Luciana Melo, que são fãs da Luciana, ela está aqui comigo. Eu tenho umas 10 ou 11 músicas inéditas, mas eu gravei do Ari Barroso uma música que ele fez em 1943 chamada Terra Seca, em homenagem ao dia 13 de maio, que é o dia da libertação da escravatura.

Meu maior prazer é agradecer a Deus porque eu pedi as coisas na hora certa.”

Setembro de 2004