Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Jogo de cena, especial 14 anos. Uma vitrine cultural. Parte 2

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“Primeiro que eu comecei no Jogo de Cena. Então para mim já é muito legal estar aqui hoje. O Jogo de Cena faz, com certeza, parte da história cultural de Brasília. Sem ele muita gente não teria começado, não teriam surgido trabalhos legais. Acho que deu força para muita gente. É de uma importância inacreditável. As pessoas se interessam pelo programa. Há um bochicho sobre ele. Isso é muito legal. Tem um intercâmbio aqui no camarim. Todo muito conversa, troca informação. Porque aqui em Brasília, como o espaço é muito pequeno para todo mundo, ou as pessoas se ajudam ou então nada funciona. E o Jogo de Cena tem esse clima. Todo mundo está na mesma. Na época que eu era adolescente, 16 anos, já tinha o Jogo de Cena, era semanal e eu ia toda semana.

São muitas coisas inesquecíveis. Em 1985, Hugo Rodas dançou e cantou imitando Norma Lilian e tinha um papelzinho que era para marcar a página no piano e ele perdeu o papelzinho. E ele xingou em cena a contra-regra por ter sumido, aí ele estava tocando, improvisando porque não tinha mais o papelzinho. Quando tocou uma nota o papelzinho vôou. Foi belíssimo, aí ele pegou na mão e riu, foi ótimo.

Milhões de coisas, foram mais de 100 edições do programa. Antigamente ele era semanal, para você ter uma ideia, nos dois primeiros anos. Depois ele foi quinzenal durante uns cinco anos, depois que ele passou a ser mensal.”

Dezembro de 1999