Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Lobão e a proposta de lei pra combater o jabá nas rádios

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“Com toda certeza ela vai ser primeiro tramitada no sentido de coibir, sabe, essa propina que rola em rádio e acaba afunilando. Assim, para vocês terem uma idéia, 3% da produção nacional toca em rádio. 97% está fora do rádio por causa do jabá.

O jabá, além de excluir todo mundo do rádio, excluir a possibilidade de quem está ouvindo o rádio, ouvir uma coisa legal. Também é a causa da pirataria, porque movimenta um número de grana tão grande que os caras tem que tirar de alguém. Quem vai tirar? Do consumidor, você vai ter que pagar pra tocar na rádio. O consumidor vai ter que pagar 35 a 40 reais por um disco. Fora que é falsidade ideológica, abuso de poder econômico, anti democrático, é uma p… de uma ditadura, quer dizer, isso tem que ser repensado e objetivamente coibido.

Meu novo trabalho vai sair ainda. Agora nesse exato momento, a gente vai ter uma prévia, tanto eu quanto a banda, porque a gente está… O Pedro por exemplo, é um cara que está estreando na banda agora. E em virtude de eu ter começado a compor em teclados, com computador, a gente vai botar umas 8 músicas do disco novo nessa. A gente vai experimentar. Não sei qual é a proporção, se eu vou botar todas as 8 num dia. A gente vai ver isso agora. Mas a gente quer experimentar o repertório novo ou muito antigo. A gente quer tocar “Cena de Cinema” também, sabe. A gente quer tocar “Robô roboa”, “O Homem Baile”.

Quer dizer, pegar os dois lados, assim, menos visto da minha carreira. O início primordial, ou o final terminal. Então, é o que eu vou dar, os fracassos retumbantes. Não por serem fracassos que eu vou dar esse enfoque. Mas por serem músicas interessantes que nunca foram cogitadas. Ou por serem novas demais, ou por serem velhas demais.”

Agosto de 2004