Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Ney Matogrosso interpreta Cartola

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“A ideia do disco surgiu em função do livro. E como o livro não saiu, eu agora acho que também tá tudo certo, sabe, no primeiro momento fiquei assim, fizemos tudo para tudo sair junto, não saiu e eu acho que tá tudo certo o show esta adquirindo uma proporção que eu estou muito surpreendido. Eu já tinha tocado Cartola, já tinha gravado música do Cartola e sempre achei que havia espaço ainda pra se fazer alguma coisa mais, não imaginei um disco inteiro do Cartola, mas tinha mais músicas do Cartola que eu poderia cantar. Com o convite para pôr um disco dentro do livro eu achei que Cartola era muito interessante e esta se revelando realmente muito interessante.

O que passa na cabeça de Ney Matogrosso ao interpretar Cartola, respeito, carinho, admiração?

Tudo isso, Cartola é um pilar da cultura Brasileira. Cartola é muito importante no nosso panorama cultural. A gente tem do que se orgulhar, então é bom que a gente saiba de nós mesmos, que a gente saiba disso que nós somos a música mais rica do planeta, o mundo sabe disso, nós não sabemos e não temos essa informação, o mundo respeita a música brasileira e Cartola tá dentro desse universo maravilhoso. Eu, pra mim assim, é um privilegio pegar esse repertório do Cartola e cantar. É maravilhoso, muito difícil, porque exige muito de mim, é um show que não tem espalhafato é muito contido na interpretação mesmo.

Com assuntos muito densos né, mas muito prazerosas as músicas de cantar. A minha relação com a música não é para ganhar dinheiro. A minha relação com a música é de amor, eu faço a música brasileira com amor, eu sou um artista brasileiro, um cantor brasileiro, então eu acho que é daí. Eu achava antigamente que aos 50 anos eu teria parado de cantar. Eu já estou com 60 e ainda estou assim cheio de energia, então eu não sei. Eu vou parar o dia que eu não puder mais mesmo, que o tempo me impeça, mas enquanto não chegar essa hora, eu vou aí.

Aqui em Brasília que tudo começou pra mim. Foi em Brasília que eu entendi que eu era artista. Foi em Brasília que eu comecei a me exercitar como artista, então pra mim tudo começou aqui. Teatro começou aqui, música começou aqui. Foi aqui que eu cantei pela primeira vez, então Brasília pra mim foi a chave. Foi a chave que me permitiu eu saber de mim, então é importante.”

Maio de 2002