Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Os atores Ribamar Araújo e Similião Aurélio invadem o Capital Fashion Week – Parte 3

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

Como nós estamos no Capital Fashion Week, vamos descobrir como a moda de Brasília está fazendo e acontecendo nessa cidade. O que vocês acharam do desfile da barraca 18 da Feira do Guará?
Estava super na moda. Achei que estavam todas as tendências juntas.
Vocês também estão aguardando o próximo desfile?
Sim.
Que é da barraca 18 da Feira do Guará, é isso?
risos.
Compra sempre roupa lá?
risos
Brasília é assim. Todo mundo frequenta a Feira do Guará mas ninguém quer assumir. Você está vestindo o quê? Feira do Guará, barraca 18? Barraca 38?
Não decorei os números ainda, mas é por ali.
Dá uma licencinha aqui por favor. Você não é crítico de moda não, né?
Não.
Você está paquerando a galera aí…
Totalmente.
Já pegou alguém, véi?
Altas.
Quantas?
Umas 100.
E aí, é do Guará?
Olha, isso é pegadinha.
É ou não é do Guará? Qual seu nome?
Guarazete.
Risos. Vou passar o microfone para você porque seu óculos não está embaçando, o meu está embaçando.
Vamos ter o desfile hoje da Dona Clotilde e da barraca 14 da Feira do Guará. Você acompanha a obra dela?
Eu acompanho, essa roupa é de lá, não é? Está tão bem vestido, parece que é de lá mesmo.
Tá sentindo calor?
Não.
Ele não está sentindo calor. Ele deve ter um ar condicionado porque eu estou pingando aqui. Esse ar condicionado não funciona direito. Tudo pela vaidade, não é verdade?
Com certeza.
E o que você está achando da tendência da moda na Feira da Ceilândia, na Feira do Guará… Os boxes estão ali embaixo. O que você está achando.
Não conheço.
Você não conhece a Ceilândia?
Não.
Nem a Feira do Guará?
Acho que eu fui lá duas vezes.
Mas você nunca comprou uma roupinha, sua mãe nunca comprou uma blusinha?
Não.
Ela nunca comprou uma roupa na Feira do Guará, você tá vendo? Também, olha o sapato dela que espetáculo. Da década de 20. Isso aqui é do charleston. Nós já conversamos com um black power, agora a gente vai conversar com esse cabelo aqui. Muita pomada?
Ai meu deus, muita.
Acabou a nossa bateria, então beijo, até lá e tchau.

Outubro de 2005.