Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Os Melhores do Mundo e os bastidores do curta-metragem “À Espera da morte”

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“Este é o submarino construído pela Companhia de Comédia Melhores do Mundo. Ao longo da nossa história, ele vai ficar submerso durante 20 dias. E durante os 20 dias, os marinheiros russos que estarão a bordo dele irão refletir sobre suas vidas e virá à tona um segredo que pode acabar com o regime comunista, o regime socialista na antiga União Soviética. Essa é a história do primeiro filme da Companhia de Comédia Melhores do Mundo. Esse filme vai ter 12 minutos. Rodado em 35mm. Espero que ele seja o primeiro filme da nossa companhia, porque em breve nós vamos fazer um longa.

Na verdade, a coisa do humor começa na própria situação. É um humor refinado. É muita cara de pau você fazer um filme sobre um submarino soviético em Brasília, aqui no Pólo de Cinema de Sobradinho, todo falado em russo. Só isso já é uma ironia, já é uma cara de pau. Não é aquela coisa do besteirol, da bobagem o tempo inteiro.
Não é um riso a cada minuto, não é uma coisa explosiva assim. Optamos por uma outra linha, de ironia. Um conjunto de fazer uma produção muito delicadamente trabalhada, muito bem feita, muito cuidadosa. E com piadas sutis ao longo da história e com uma grande piada final. Isso sim é divertido.

A maquiagem do filme é uma maquiagem que foi estudada, não é uma maquiagem simples porque tem passagem de tempo. Eles começam o filme de barba feita, depois eles estão com uma barba de dez dias, depois de quinze dias e depois de dezenove dias. Então tudo isso leva um tempo para ser feito. Toda a maquiagem do filme é uma maquiagem de efeito, inclusive a dos marinheiros, que vão mudando no dia a dia, com a passagem de tempo. Uma maquiagem de efeito como essa é, normalmente, de uma hora e meia a duas horas. Tem que ser uma coisa muito bem feita, tem que fazer devagar, não dá para correr. Fizemos explosão também, tiros. Várias pessoas morreram no filme.

Teve um que é todo queimado. Teve um ator que foi todo queimado, entrou num reator nuclear. Ele fez essa maquiagem, ficou muito legal. Não é uma maquiagem simples, mas é uma maquiagem muito gostosa de fazer.”

Novembro de 2004