Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Patinação artística sobre rodas e mistura de técnicas como o ballet

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

Marcelo Santiago:
Esse grupo ano que vem faz dez anos que eu coordeno, que eu trabalho com eles, e isso começou quando eu voltei do “Holiday on Ice”. Fiz dois anos do Holiday on Ice e resolvi formar esse grupo para fazer um show sobre rodas mas com estilo do Holiday on Ice. Nesses dez anos fizemos dez produções novas. A partir do momento que você começa a fazer patinação, ela trabalha um lado mais artístico, então vários exercícios fazem que você eleve muito a perna, então sempre acham que a pessoa faz ballet, apesar que várias patinadoras fazem ballet, outras fizeram ginástica olímpica, capoeira.

Inês Santiago:
Comecei a dançar na Norma Lilian. Desde pequena fiz curso na União Soviética. Depois participei da Trupe 108, que era o grupo contemporâneo da Norma. Depois entrei para o Quasar, de Goiânia, depois passei para a companhia da Márcia Duarte. Então eu tenho um currículo vasto na dança. Sempre patinei. Desde pequena, eu e Marcelo patinamos. E sempre patinamos em dupla. Quando eu tinha 14 anos, nós ganhamos o campeonato brasileiro. Então eu sempre aliei a dança com a patinação porque um complementa o outro. Porque a patinação não deixa de ser uma dança, de precisar da dança. Então a nossa técnica ficou mais limpa, mais bonita por causa da dança. Acaba que o resultado é sempre bom. Isso incentiva muito o grupo, porque praticamente em todos os campeonatos a gente vê a diferença do nosso grupo, das nossas meninas, em relação às outras pessoas do Brasil. É aí que está a diferença na verdade. A técnica que a gente aliou do gelo, foi adaptada para rodas e a minha persistência em relação as linhas da dança, que é muito importante.

Marcelo Santiago:
O convite está feito, a pessoa começa a fazer as aulas de patinação, daí já começam as pontas no show, daí então você pode ser uma solista, fora os campeonatos, porque a gente trabalha também os campeonatos.”

Novembro de 2001