Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Projeto da rede pública trabalha as diferenças sociais, culturais e raciais

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

Eduardo Chauvet: Nós estamos no Centro de Ensino Fundamental 16 da Ceilândia e aos poucos a gente vai revolucionando a educação desse país por iniciativas como a que a Adriana teve aqui na Ceilândia. É um projeto interdisciplinar que a gente faz com que a garotada prestigie numa manhã de sábado como essa aqui? Muito cheio e praticamente todo mundo da escola aqui.

Adriana: Todo mundo da escola aqui. A gente busca fazer um trabalho integrado. Todos os professores de ciências, português, a professora da sala de recursos, tem as bandas com o professor de inglês…

O projeto “Brasília 50 anos” começou há 3 anos com a aula de violão que se transformou numa oficina de música homenageando as bandas de Brasília. É legal ver essa meninada de 12, 13 anos conhecendo as coisas que a gente conheceu no passado há 20, 30 anos atrás.

“Antes eu era mó tímida, muito tímida. Depois eu fiquei mais relaxada, não tive mais medo do palco, de falar com as pessoas. A música faz isso, eu acho.”

Adriana: A gente foi juntando todo mundo e cada um com uma ideia diferente.

A gente organizou um desfile pra trabalhar as diferenças sociais, culturais, raciais. A nossa ideia é acabar com todo tipo e discriminação. Aqui não existe gordinho, magrinho, todo mundo é igual nessa escola.

Eduardo: Aqui na escola nós temos alunos com necessidades especiais que estão integrados regularmente.

Todo trabalho que a escola faz, trabalho diversificado, eles são inclusos.

Não há ninguém melhor que ninguém, não é porque você é branco que ele é melhor que você. Acho bem interessante.

Eu acho que tô aprendendo muita coisa aqui nessa escola e vou deixar guardado na minha mente pra sempre.

É muito emocionante. Eu gosto sempre de estar participando, motivando os jovens e principalmente a minha filha pois ela é muito tímida e esse trabalho da escola fez com que ela se desenvolvesse bastante.

Eu acho legal porque incentiva os alunos.

Dá oportunidade aos alunos a ter experiência de ser modelo e mostrar o seu talento.

É um projeto bem legal.

É interessante, né?

Essa inserção da comunidade participando, visitando a escola, visitando os trabalhos dos alunos. Isso é importante. Tem que haver essa comunicação da escola com a comunidade.

Dezembro de 2010