Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

‘Rádio Bosque’ em escola pública de São Sebastião no DF

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

Eduardo Chauvet: Nós estamos no Centro de Ensino Fundamental do Bosque, a Escola do Bosque aqui em São Sebastião. O professor Moacir desenvolve um trabalho. Ele quer fazer com que os alunos produzam programas de rádio diariamente nos intervalos da escola. Tudo ao vivo. Quem sabe, faz ao vivo. A gente vai passando para os alunos noções de produção de rádio…

Daniel Oliveira, aluno: Hoje é dia 22 de março de 2011. Daqui a pouco comentário esportivo com Anastácio.

Moacir: A rádio é montada pela sala de recuso, que é a sala que atende alunos com necessidades educacionais especiais. Nós fomos montando estratégias de ensino para que eles desenvolvessem a capacidade cognitiva, para que eles pudessem se integrar com a escola. Porque a escola hoje é inclusiva. Então alunos portadores de necessidades fazem inclusão com a sala regular.

Eduardo: E aí vocês perceberam que vocês tinham um potencial muito grande aqui para ser explorado.

Moacir: Nós fomos nos empolgando com essa questão de desenvolver a leitura, desenvolver a interpretação, desinibir os alunos. Eu acho que uma das funções principais, primordiais da escola, além de ensinar é descobrir talentos. Descobrir o potencial dos alunos. Eu acho isso de uma importância fundamental na educação.

Daniel Oliveira: Eu gosto mais é de operar, fazer a programação e vários comentários.

Eduardo: Você tem quantos anos?

Daniel: 16.

Eduardo: Há quanto tempo você trabalha na rádio?

Daniel: 1 ano.

Moacir: A música é de fundamental importância na parte cognitiva, inclusive é terapêutica. Um elemento muito forte na formação intelectual do indivíduo. Então os próprios alunos vão dando os indicativos pra gente. Porque a educação é uma parceria, é uma mão dupla. O educando e o educador tem que estar em sintonia para que essa coisa possa acontecer e fluir.

Rodrigo Rodrigues, aluno: Aprendi muita coisa aqui. Coisa que eu não sabia eu vim aprendendo com o professor.

Eduardo: Você toca que tipo de música lá?

Daniel: Eletrônica, hip hop, forró…

Moacir: Isso despertou neles a capacidade de leitura. Porque todos os dias, eles lêem os jornais para ter as notícias esportivas, nós temos comentaristas esportivos, comentaristas de moda, horóscopo, mensagens do dia, pensamentos do dia, mensagens positivas.

Eduardo: O que o pessoal fala?

Daniel: Gosta, fala que eu tenho muito talento.

Eduardo: A gente percebe como resultado o desenvolvimento de responsabilidade, o sentimento de independência. Eleva a autoestima de muitos deles?

Moacir: Isso foi o resultado maior que nós tivemos na escola.

Abril de 2011