Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Renato Mattos e Goya na Sala Villa-Lobos do Teatro Nacional

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“Tenho a maior satisfação de estar fazendo esse show aqui em Brasília. E mais do que nunca a participação do público da cidade é muito importante para o artista que ainda está aqui fazendo o trabalho, né.

Quando eu toco aqui, já toquei muitas vezes, eu me sinto num templo budista, uma coisa zen. Sempre tem aquela energia fantástica.

O meu trabalho de compositor as pessoas vão começar a conhecer agora. Então para mim é como se eu tivesse começando. E começar um trabalho lançando um disco igual eu fiz na Martins Pena é você colocar o pé direito.

Você acha que ainda tem muita resistência do público de Brasília aos artistas da cidade?

Não é resistência não, ninguém tem segunda intenção com nada. É ignorância das pessoas, que é uma coisa normal. Ignorância não é pejorativo. Ignorância é aquilo que você desconhece. Então eles desconhecem porque estão com a cabeça feita pela mídia, embora eu não tenha nada contra a mídia. Eu acho que a mídia é isso que a gente está fazendo aqui. Ela acontece, ela existe e todo artista depende da mídia. Mas em Brasília, o público também tem que mostrar sua força. Não é a mídia que tem que mostrar a força de dizer o que o público tem que digerir. É o público que tem que se manifestar para a mídia também saber que nós existimos.

Como disse Dostoievski naquele romance: todo artista será reconhecido mundialmente através da sua própria tribo.”

Março de 2000