Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Roberto Menescal, suas origens na bossa nova e a parceria com Nara Leão

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

“Eu comecei tarde até. Comecei com 17 anos. Eu fiz parte daquele começo de bossa nova, Tom, João Gilberto e Vinicius que eram nossos mestres assim passaram o bastão pra gente. Fizemos muita música, muita mesmo. Eu tive uma parceria muito feliz com o Ronaldo Bosco, as melhores coisas que eu fiz foi com o Bosco depois tive vários outros e estou tendo até hoje.

Em 70 eu fui chamado pra entrar pra Poligran e 71 eu já era diretor artístico e larguei violão, larguei guitarra, larguei tudo. Quando eu vi eu estava com 16 anos sem tocar mais e a Nara que me puxou: “vamos fazer um disco de violão e voz” e eu de repente estava voltando a tocar novamente. Quando a Nara partiu, me deixou músico novamente.

E graças a isso eu to aqui hoje tocando com essa moçada. O difícil hoje é a gente mostrar música nova sempre. As mesmas músicas são pedidas, as pessoas querem aquelas mesmas músicas e a gente faz de vez em quando. Põe umas novas no meio pra mostrar que a gente continua fazendo. A nossa música não tem barreira acho que de idade de geração. Eu tenho feito muita coisa, esse ano fizemos uma excursão pela Europa com a Bossa Cuca Nova. Fomos ao Cannes, no Festival de Midem o festival de música, foi muito legal. Eu tenho vindo ao Brasil de vez em quando, esetá ao contrario agora. Até hoje a gentse tá nesse banquinho aqui sentado, banquinho cômodo como sempre, mas estamos até hoje nisso.”

Junho de 2003