Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Um pouco da cultura Marroquina por meio de sua embaixada em Brasília

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

Mustafa Elyemli: Esta é a casa do Marrocos no Brasil. Pra fazer essa embaixada, tivemos que trazer artesãos de Marrocos, gente especializada em fazer todo este trabalho. Este trabalho normalmente se faz nas casas tradicionais do Marrocos.

O Marrocos é uma dinastia de quatorze ciclos. Cada 30 de julho o povo marroquino celebra esta festa do trono, que corresponde ao segundo aniversário do Rei Mohammed VI no trono. Gostamos muito de convidar gente, festejar grandes ocasiões com os convidados. Por isso, para mostrar nossa hospitalidade que é inerente da personalidade marroquina, servimos tâmara com leite; leite que é símbolo da paz. A gastronomia marroquina responde a um legado da civilização marroquina encabeçado pelo cuscuz, a mais famosa comida marroquina de todo o mundo. Depois, pode pegar o chá marroquino, o típico marroquino, que se faz à base de hortelã. Este chá se toma normalmente depois do jantar, depois de almoçar, porque ajuda muito a digerir.

Abdelmalek Cherkaqui: Como um brasileiro que dança samba, sempre feliz, eu estou feliz porque para nós esse dia é muito particular. Um dia o povo queria festejar o rei e começou a festejar na rua, e assim se transformou numa festa oficial. É um grande carnaval, é como se fosse um grande carnaval nas ruas, cada grupo de casas, cada edifício organiza sua própria festa.

Khalid Atlassi: Foi um evento profundamente cultural trazendo a nossa cultura, nossos costumes, nossos hábitos aqui para o brasileiro ver.

Agosto de 2001