Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

XV Campeonato Sul-americano de Fórmula 3 com Nelsinho Piquet e Nelson Piquet

profile

Memórias do Brasil

Descrição:

Nelsinho Piquet: Eu acho que essas sete corridas que a gente fez, foram excelentes. A gente aprendeu muita coisa realmente. Nossa equipe começou do zero, até os mecânicos não conheciam nada sobre corrida.

Nelson Piquet: O ano inteiro foi muito bom. A gente não esperava que fosse ficar tão competitivo, tão rápido. Ele saiu do kart, nunca dirigiu carro de rua, foi direto pro Fórmula 3, treinou bastante tudo mas tem muito o que aprender ainda. Realmente, hoje faltou um pouquinho de calma pra ele, ele guiou bem.

Nelsinho Piquet: A equipe toda está melhorando, acho que ano que vem a gente vai melhorar mais ainda, vamos botar mais pressão ainda. Eu garanto que a gente vai estar disputando campeonato, então agradeço à equipe toda, ao meu pai que deu a maior força porque foi um campeonato excelente.

De pai pra filho

Nelson Piquet: Já ganhou uma prova esse ano na chuva, que é uma das provas mais difíceis, então seco, chuva, o que vier pra ele, ele tá aí. Bom, que ele desceu do carro muito chateado, isso é muito bom. Existe inclusive uma competição dentro de casa, do que eu fiz e do que ele vai fazer. Existe sempre uma “meu pai jogou isso contra mim” de competição e eu jogo contra ele. Sempre dou algumas dicas, vejo prioridades das coisas.

De filho pra pai

Nelsinho Piquet: O tanto que ele fez é um peso, com certeza. Então acho que eu penso no presente, faço o meu trabalho com o melhor que posso fazer. Meu pai ajudou bastante, deu bastante força, mas acho que a pressão que a gente sente é normal. Acho que na hora do “vamos ver” temos que esquecer isso. Então eu me esforço bastante, eu vou nos treinos todo dia.

Nelson Piquet: Eu acho que ano que vem vai ser duro bater ele.

O campeão da temporada

Juliano Moro: Foi um ano muito bom pra mim, maravilhoso, aprendi muito. A minha equipe foi maravilhosa também, trabalhou muito bem. A gente é uma família. Da corrida, eu to aprendendo muita coisa, continuo aprendendo, e quero levar toda essa bagagem que tenho pra fora e agora vamos pensar no futuro.

Dezembro de 2001